DEPP x HEARD: Johnny Depp é inocentado, mas não vence tudo


Johnny Depp venceu o processo de difamação que move contra a ex-mulher, que disse ter sido vítima de violência doméstica.
O júri considerou que Heard difamou seu ex-marido em um artigo do Washington Post de 2018 no qual ela escreveu sobre ser "uma figura pública que representa o abuso doméstico".

Você pode conferir a decisão do júri no canal do Law&Crime Network no video acima.

De acordo com sua decisão, as afirmações de Heard são falsas e difamatórias porque tratavam especificamente de seu relacionamento com Depp. Heard foi condenada a pagar US$ 15 milhões a ele pelo júri, mas a juíza do caso diminuiu o valor para US$ 350 mil, de acordo com a lei do estado da Virginia, onde aconteceu o julgamento. Enquanto isso, poucas das contra-acusações de Heard, que também processou Depp por difamação, foram consideradas. O ator foi condenado a pagar US$ 2 milhões a ela, porém, o valor também será reduzido conforme a lei. O veredito foi revelado hoje dia 1º de Junho e repercutido pela Entertainment Tonight. 

Após o  anuncio da decisão do júri, Amber Heard liberou  um comunicado a imprensa, onde diz estar muito  desapontada com o resultado da ação:

 "O desapontamento que sinto hoje não pode ser expressado. Estou com o coração quebrado ao saber que a montanha de evidências que apresentamos não foi o bastante para encarar o poder e influência desproporcionais do meu ex-marido. Estou ainda mais desapontada com o que esse veredito significa para outras mulheres. É um revés. O relógio é mandado para trás, para um tempo no qual uma mulher que contava sua história podia ser publicamente envergonhada e humilhada".

Amber ainda falou  sobre a violência contra a mulher e o direito de expressão.

"Violência contra a mulher é um assunto que precisa ser levado a sério. Eu acredito que os advogados de Johnny foram bem-sucedidos em sua missão de fazer o júri ignorar a questão da liberdade de expressão, e as evidências tão conclusivas que nos fizeram vencer o julgamento no Reino Unido. Estou triste por ter perdido esse caso. Estou mais triste por ter perdido um direito que achava ter como americana - o direito de falar livremente e abertamente"

Após a decisão, Johnny também postou  em seu  instagram um texto  falando sobre a situação e agradecendo  aos que ficaram ao seu lado.

"Sinto-me em paz sabendo que finalmente consegui isso. Estou e tenho sido, oprimido pelo derramamento de amor e pelo colossal apoio e bondade de todo o mundo. Espero que a minha busca para que a verdade seja dita tenha ajudado outros, homens ou mulheres, que se enconraram ou  se encontram na minha situação, e que aqueles que os apoiam nunca desistam."

Você pode conferir o texto na integra a baixo:
Durante varias semanas,m os jurados (cinco homens e duas mulheres) ouviram mais de 60 testemunhas, incluindo Depp e Amber, que falaram várias vezes cada um. Os advogados de Depp alegaram que Heard era na verdade a abusadora da relação, enquanto a atriz reiterou suas acusações de violência doméstica.

Amber e Depp foram casados de 2015 até 2017 e o  relacionamento  terminou e cusações de Amber sobre violência doméstica praticada por Johnny foram levantadas, mas até então, nenhum processo  fora aberto, terminando  assim com  um acordo entre as partes, que não  incluía Depp admitindo culpa, nem mesmo Heard retirando  as acusações.

 


Postar um comentário

Copyright © Bunker Nove. Criação OddThemes Designer Marcio Oliveira Designer