REVIEW MULTIVERSO DA LOUCURA: Terror, emoção, sustos e Wanda Maximoff

 


Doutor Estranho 2 finalmente chegou aos cinemas e valeu cada minuto de espera e a primeira coisa a salientar, é que é ótimo ver que a Marvel esteja se distanciando mesmo que lentamente da "formula Marvel".

O filme inicia com, aventura, tristeza e questionamentos por parte do próprio Steven, e dai pra frente é só ladeira a baixo. Com toda certeza precisa ser salientado, para quem ainda não entendeu, o filme pode levar o nome de Doutor Estranho, mas o filme, é TODO da grande Feiticeira Escarlate, que tem uma das mais icriveis atuações no mcu. Mesmo que o longa tenha alguns tropeços pontuais até que fáceis de serem notados, fica obvia a forma como ele foi feito, Sam Raimi, diretor de filmes de terror e é claro, de super heróis (Homem-Aranha), tratou o filme de forma séria e cuidadosa e o filme poderia ser um total desastre, levando em consideração todas as mudanças na equipe e até na direção, até o filme cair nas mãos competentes de Sam Raimi.

Assim como tem acontecido nas ultimas produções da Marvel, Multiverso da Loucura não espera muito pra jogar o problema nos espetadores, logo no primeiro ato do filme, toda a situação já é nos apresentada e as surpresas não param. Ameaças são feitas, coisas explodem, pessoas morrem de formas loucas e assustadoras e o suspense toma conta. E mesmo sendo um filme +14, o roteiro consegue te deixar com um misto de desespero e ansiedade, pois te bate na cara com o fato de que é impossível parar oque está por vir.O lado emocional é tratado com muito cuidado pelo roteiro e, especialmente, pela direção. Os momentos dramáticos são fortes o suficiente para que qualquer um se conecte com a jornada dos personagens e (o casamento de Christine me quebrou) no caso do Doutor Estranho, além da dor que o personagem sente por ter perdido o amor da sua vida, ainda tem que lidar constantemente com o questionamento sobre ter feito a escolha certa durante o primeiro confronto com Thanos.

Não podemos deixar de falar do elenco incrível. Os veteranos, como por Cumberbatch, Benedict Wong, Rachel McAdams e Chiwetel Ejiofora arrebentam muito, motrando todo o amadurecimento de seus personagens e em casos que já sabemos pelos trailers, trabalhar até suas versões de outros universos. E é necessário deixar um ponto sobre Olsen... Não importa oque você ache, a atriz conseguiu me deixar aterrorizado, triste, em choque, conseguiu me fazer querer fechar os olhos de medo sempre que a Wanda mudava de expressão. Essa mulher foi impecável.

Outro destaque fica por conta de Xochitl Gomez, carismática e encantadora o suficiente para tornar America Chavez instantaneamente uma das queridinhas dos fãs. A jovem atriz chega ao mcu com o pé direito saido de um portal em forma de estrela e faz com que você queira mais e mais dela no mcu (Jovens Vingadores vem ai).


Em conclusão, o longa simplesmente vai te levar a lugares que você ainda não foi no MCU. Te surpreende, te assusta, te por no lugar de ansiedade e medo. Escorrega mas se recupera e te faz ficar maluco com tantas coisas na cabeça mesmo antes do filme terminar.

Um comentário :

  1. Ótimo filme para assistir com a família, não importando sua linha temporal kkk

    ResponderExcluir

Copyright © Wiver Silva. Criação OddThemes Designer Marcio Oliveira Designer