REVIEW ANIMAIS FANTÁSTICOS - OS SEGREDOS DE DUMBLEDOR

Como na saga Harry Potter, Animais Fantásticos se baseia em regimes autoritários, sobre massas controladas e muitas vezes apenas libertadas do medo de serem o que há de mais nojento na sociedade e infelizmente não muito distante da realidade atual. 

Vemos cenas que nos remetem a ditadura, a ocultação de presos, controle do governo ocultação de crimes contra a sociedade tanto bruxa quanto trouxa e a manobra do personagem aliado a grandes figuras do governo, para manipular a parte da população que ainda possuí parte dos pensamentos racistas, xenófobos e etc.


O filme novamente arrebenta nos efeitos visuais das criaturas mágicas, feitiços e mais uma vez, nos apresenta uma Hogwarts linda, deslumbrante e nostálgica. Mas infelizmente, Os Segredos de Dumbledore não é só elogios (e vocês não tem ideia do quanto me dói falar mal de algo que eu amo, AINDA CHORO POR MORBIUS).


Durante todo o filme, podemos ver que a guerra com Gringewald continua seguindo com o bruxo sendo vitorioso em suas pequenas ações as escondidas, desde o primeiro ato, agindo nas sombras, mas diferentemente de "Você Sabe Quem", buscando manter seus aliados o mais perto possivel, os tratando como uma "família", para liderar não pelo medo (que deviam sentir), mas por uma admiração cega. Mesmo meio triste com a substituição de Johnny Depp, consegui manter as expectativas altas sobre Mads Mikkelsen e bom, o ator mais uma vez entregou tudo, sendo convincente, sarcástico, poderoso apenas com o olhar e também transmitindo toda a energia ruim que o vilão possui.


Animais Fantásticos 3 é muito mais do que foi dito por alguns, muito mais que apenas feitiços e nostalgia afinal, mesmo que a nostalgia se fizesse presente em TODOS os momentos, estamos falando de Dumbledore não é mesmo? É impossível falar do personagem sem citar, mostrar e até mesmo nos remetermos a lembranças da saga clássica.


Mas infelizmente o roteiro busca soluções fáceis para a trama poder andar sem muitos percalços inviabilizando perigos que poderiam estar mais assíduos. Nos levando a momentos chatos com diálogos longos e sem sentido, podendo muitas vezes se aprofundar em outros detalhes, mas se perdendo completamente em lugares desnecessários.



Com isso, como dito anteriormente o longa passa por momentos mais lentos, apoiado em diálogos mais "tranquilos", mas que infelizmente entediam em certos momentos, onde a maioria gostaria de mais ação. A parte desses momentos, o longa se faz por sí próprio e "pelas calças de merlin", vale muito a pena estar na sala de cinema, com toda aquela fantástica trilha sonora e efeitos sonoros que deixam o coração saltitante, fazendo com que você esqueça por momentos aqueles detalhes que atrapalham em parte a experiencia.




Jude Law como Alvo Dumbledore vai se mostrando mais e mais Alvo, com o jeito descontraído, sábio, e poderoso, mostrando muito mais do personagem que amamos durante tanto tempo. Dan Fogler mais uma vez sendo o melhor como Jacob, entregando sutilmente todo humor, carinho e carisma do personagem, tocando nossos corações com a sua saudade e amor por Queenie que beira a loucura e bravura dos grifinórios. E é claro, o nosso Newt Scamander, Eddie Redmayne mais uma vez com o Newt perfeito, um personagem impar que assim como Jacob nos faz amar mais e mais e é obvio, novamente, entregando perfeitamente mais uma atuação incrível assim como todo o elenco que mesmo afetado pelos defeitos do roteiro souberam trabalhar maravilhosamente bem pra suprir os problemas presentes.


No fim, Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore distrai, diverte te entrega bons personagens mas, tem seus pecados que poderiam não terem sido cometidos com apenas alguns momentos a mais de raciocínio talvez. E bom, com as noticias que vieram junto com o longa, pode ser que não possamos ver as correções a serem aplicadas para conseguirmos ver a batalha final entre Dumbledore e Grindewald. Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore estreiam hoje nos cinemas.

Postar um comentário

Copyright © Bunker Nove. Criação OddThemes Designer Marcio Oliveira Designer