Review - Cruella


Cruella chega aos cinemas como uma Cinderela Punk e toma lugar de Malevola, como a rainha dos live actions da Disney.
O filme tem um propósito, te explicar como a vilã nasceu, e como chegou ao ponto crucial que conhecemos, que afinal, é por isso que ela ganhou um filme só dela.

Ambientado em Londres entre os anos 60 e 70 em meio à revolução do punk rock, o filme mostra uma jovem vigarista chamada Estella, uma garota inteligente, criativa e um pouco doida, determinada a fazer seu nome no meio da moda de Londres. O filme é claro, além de tudo, tem tempo suficiente pra explicar quase todas as perguntas feitas desde a infância por muitos, como por exemplo: Como e porque os capangas da vilã são tão fiés e como eles se conheceram. Na trama, somos apresentados ao fato de que, após os acontecimentos da infância triste de Estella,digamos que ela meio que foi acolhida por seus jovens e novos amigos Jasper e Horacio.

Após conseguir um trabalho na tão sonhada boutique o talento de Estella para a moda chama a atenção da Baronesa Von Hellman, uma lenda fashion que é devastadoramente chique e assustadora. Mas o relacionamento das duas, acaba desencadeando um curso de eventos e revelações que farão com que Estella abrace seu lado rebelde e se torne a Cruella má, elegante e louca que conhecemos.

Cruella tem um roteiro incrível e não vai achando que tem a intenção de te fazer sentir pena da protagonista, não, o filme tem apenas a intenção de maravilhar, te enlouquecer ao som de clássicos do rock dos anos 70 e evidenciar a atriz INCRIVEL que Emma Stone é. O filme faz todas as referencias necessarias ao material original, com personagens chave pra uma possível continuação, que será muito bem vinda se seguir nessa linha criada tanto pelo roteiro, quanto pela produção sem igual da nossa Cruella orginal Glenn Close que em várias entrevistas, demonstrou o enorme carinho que tem pela personagem, e já declarou que gostaria de voltar a interpretá-la um dia. Tanto é que ela guarda os figurinos usados nos filmes em sua casa até hoje.

Por fim, Cruella diverte, emociona com atuações incriveis, visual anos 70 impecavel e trilha sonora igualmente perfeita, e te faz amar a vilã como foi no original. 

Cruella chega hoje, dia 28 de maio nos cinemas e no Disney Plus via "Premier Acess".

Postar um comentário

Copyright © Bunker Nove. Criação OddThemes Designer Marcio Oliveira Designer