RESENHA | LIGA DA JUSTIÇA DE ZACK SNYDER TRÁS UM FILME A ALTURA



Então vamos começar esse bate papo com uma ideia na cabeça: A gente não pode sair de casa mas se você tivesse a oportunidade de ir ao cinema, ficaria 4 horas sentando assistindo algum filme? A resposta como fã pode variar muito, afinal cada um sabe o quanto aguenta mas vamos lá.

Vim aqui para dizer que sim, a Liga da Justiça, a história, visão do Zack Snyder sobre os personagens é incrível, realmente, no conforto de casa, as 4 horas passaram voando, com as cenas novas e a forma que cada personagem tem sua história contada.

E esse é um ponto importante, tempo. Zack Snyder teve a oportunidade que nenhum cineasta teve, ter tempo pra contar uma história coesa. Cada detalhe, frase e cenas são extremamente explicativas e faz com que a gente consiga entender sua visão.

Mas levanto um questionamento: como seria esse filme em sua versão de cinema? São cenas que realmente não podem não fazer parte de um produto que iria para as telonas. Na minha humilde opinião seria criticado assim como foi Batman v Superman.

Um dos pontos em que poderia ser melhorado, foram as cenas em Slow Motion ( que são muitas ) há um exagero em diversas cenas, é claro que a ideia é deixar algo que já está sendo épico, ainda melhor. Mas ta bom né tio.

Agora, por quê é um filme a altura? Justamente por conta das cenas de ação, da personalidade distinta de cada personagem, desde o alívio cômico até a parte mais densa e a história finalmente se encaixa apesar do filme ser um quebra cabeça para justamente impedir uma ameaça maior. A Liga foi finalmente apresentada como protetores da terra, no caso dessa terra dentro do Multiverso...

O tempo ajudou muito para esse filme ser simplesmente épico, sua motivação, a causa em si e a abertura de portas para uma possível continuação ou a expansão desse universo que se iniciou em Man of Steel ou Homem de Aço como queira chamar.

Fico na esperança de ver mais dessa Liga no futuro não muito distante!




Postar um comentário

Copyright © Bunker Nove. Criação OddThemes Designer Marcio Oliveira Designer